Tina Descolada

A Tina é poesia na minha vida.  Marta Alencar

A Tina nasceu da sensibilidade de Marta Alencar, psicóloga atuante na Associação Mineira de Reabilitação, nascida em 62 no norte de Minas.


Marta trabalha há 37 anos com pessoas com deficiência física. Seu trabalho não é exclusivamente feminino, porém por atender crianças a realidade em que está inserida é majoritariamente composta de mulheres, mães que lidam muitas vezes sozinhas com as dificuldades de criar uma criança com deficiência numa sociedade que não foi pensada e estruturada para inclui-la.
 

Marta sempre sentiu a necessidade de ampliar o seu trabalho para fora das paredes da Associação, ela almejava inspirar outras pessoas com deficiência a construírem uma vida com mais qualidade e a mudar o olhar da sociedade em relação a essas pessoas, fazendo ver o positivo, a potência que existe em cada ser além do corpo. Com isso ela começa a fotografar os pacientes em situações positivas de forma que ao mesmo tempo trabalhava o acesso a realidades antes não vivenciadas por eles e o registro dos momentos inspiradores vividos.
Esse trabalho rendeu participações em seminários e congressos, além da publicação em 2011, do livro de fotografia ‘Inclusão, olhares e possibilidades’ através da lei Rouanet. Em junho de 2012, Marta comprou uma boneca articulada da Mattel, que usava uma cadeira de rodas, para trabalhar com uma paciente que não aceitava a situação em que se encontrava.

 

A menina após conhecer e trabalhar com a boneca passou a se aceitar melhor. E é durante a sua sessão de
fotos junto à boneca que surge a ideia de criar uma personagem forte, valente e descolada. Nasce então, Valentina, a Tina Descolada. A Tina não ganhou só um nome, ela ganhou uma história e uma vida super
interessante de vivências reais que passou a ser registrada nas redes sociais - blog, face, instagram – e compartilhada com o mundo. Com o nascimento da Tina surgiu também uma oficina de sensibilização, intitulada Coração Solidário, na qual os participantes são convidados a confeccionar um coração tendo como
monitores pessoas com deficiência. O propósito da oficina é promover um tempo de qualidade, de troca e integração entre as pessoas, de forma a ampliar o olhar e sensibilizar através da convivência. No fim eles levam pra casa o ‘coração da Tina’ e o começo de uma vida mais humana.

 

Para quem não conhece essa boneca incrível e sua turma (sim, ela ganhou amigos e namorado) vem conhecer! Porque além de maravilhosa, ela trata com leveza e alegria uma realidade ignorada que necessita urgentemente ser vista e discutida. É assim que surgem as mudanças tão necessárias a esse mundo! <3
 

Obrigada Tina, por essa revolução tão linda que realiza em nós!